Ministério Público estadual acusa governador Helder Barbalho (MDB) de direcionar uma licitação para favorecer empresa.

Governador do estado do Para´, Helder Barbalho (27.ago.2019)
Foto: Marcos Corrêa/PR

O Ministério Público do Pará (MPPA) pediu o afastamento do governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), por suspeitas de irregularidades nas aquisições de respiradores e bombas de infusão no contexto de aquisições emergenciais por conta da pandemia de Covid-19. 

A ação de improbidade administrativa também tem outros integrantes do Executivo estadual como alvos. O procurador-geral do Pará, Gilberto Valente, pediu indenização por danos morais coletivos e quebra do sigilo fiscal e bancário de todos os envolvidos. 

De acordo com o MPPA, a contratação dos equipamentos foi direcionada para a empresa SKN do Brasil em um procedimento classificado como irregular que levou à dispensa de processo licitatório. A suspeita é que o governador do estado e outros membros do governo tenham influenciado o processo.