Assim como em Canaã dos Carajás e Parauapebas, a Prefeitura de Curionópolis decretou lockdown de 12 dias em todo o município, começando nesta quinta-feira, 25 de março, e perdurando até o dia 5 de abril.
A ação é preventiva, uma vez que o Hospital Municipal possui capacidade reduzida e os casos de contaminação pelo coronavírus estão em crescimento.

Conforme o decreto, assinado pela prefeita Mariana Chamon, ficam suspensas todas as atividades tipificadas como não-essenciais e a livre circulação de pessoas, ficando condicionada a saída apenas à compra de alimentos, fármacos, produtos de limpeza, saques e depósitos bancários, comparecimento a hospitais e clínicas por motivos de saúde e comparecimento ao local de trabalho, no caso de serviço essencial.
A assessoria de comunicação informou que medidas como novos pontos de testagem e medicação em escolas, a fim de evitar internações no Hospital Municipal, serão tomadas para frear o avanço do vírus em Curionópolis. (Juliano Corrêa/Correio de Carajás)